Capítulo 5 – Arrasamento, Corte e Aproveitamento de Estacas

...por maior que seja o controle executivo em determinada obra, espera-se que ocorra variações quanto aos comprimentos a serem cravados, variações essas que são função direta da característica geotécnica de cada obra. O controle de cravação através da coleta dos sinais de repiques elásticos no final da cravação de cada estaca obriga, de forma implícita, que ocorram sobras de estacas acima da superfície do terreno (cota de trabalho do bate estacas) em torno de 1 (um) metro. Essa medida é razoável, para que se possa operacionalizar a coleta desses sinais, sem que haja risco de acidente aos operários que o fazem em campo, pois ao contrário estariam posicionados muito próximos ao curso do martelo do bate estacas...